Dicas

A importância de controlar o pH das piscinas

Para ter uma piscina saudável é importante fazer o controle do pH (potencial Hidrogeniônico) garantido a qualidade da água e também a durabilidade dos equipamentos e dispositivos da piscina.

A medição é realizada através dos níveis de concentração de íons de hidrogênio em uma solução, essa quantidade é que determina se a água está ácida, neutra ou alcalina. A escala de pH varia de 1 a 14; a água pura, por exemplo, tem um pH neutro de 7.

Se o pH estiver acima de 7,6, valor considerado alto, pode provocar água turva, má eficiência do cloro e também pode causar irritação na pele e nos olhos. 

Se o pH estiver abaixo de 7,2, valor considerado baixo, pode causar danos aos revestimentos da piscina, corrosão em componentes metálicos dentro e ao redor da piscina, bem como doenças e problemas de pele, irritação nos olhos e desconforto geral para os banhistas.

O indicado é que a água esteja sempre com o pH mais próximo possível da lágrima, variando de 7,2 a 7,6, assim, além de não irritar os olhos dos banhistas, fica na faixa ideal para os produtos químicos agirem com eficiência na piscina. Para que ele se mantenha nessa média é importante manter estável a alcalinidade, pois os dois estão intimamente relacionados, uma vez que a primeira pode ser definida como a capacidade de neutralizar os ácidos da água, o que ajuda a manter o pH estável.

A alcalinidade corresponde ao total de substâncias na água que são capazes de neutralizar o ácido, funcionando como um tampão do pH, mantendo-o estabilizado por mais tempo.

Como medir o pH

A medição do índice do pH da piscina é feita por meio de estojos ou uma fita para testes de pH. O kit é composto por material para fazer a coleta da água e medição do pH, eles vêm também com as instruções de medição, que podem variar entre os fabricantes dos kits.

O teste vai informar se o índice está correto, acima ou abaixo do ideal. Como falamos, o resultado ideal é entre 7,2 e 7,6. 

Se o resultado estiver dentro desses valores você não precisa se preocupar, mas se o resultado estiver abaixo ou acima desses números será necessário fazer o equilíbrio do pH.

Como equilibrar o pH

A correção é feita através do uso de produtos específicos para o tratamento da água, realizando a adição de substâncias.

Se o pH estiver abaixo de 7,2, ou seja, a água está ácida, é preciso utilizar um elevador de pH, como, por exemplo, o carbonato de sódio. 

Se o pH estiver acima de 7,6, é preciso usar um redutor de pH, como o ácido muriático.

Lembre-se de que é recomendável realizar essa atividade ao menos duas vezes na semana. Nos períodos em que a piscina for mais utilizada, aumente o número de medições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *